Após demitir 223 funcionários por causa da crise, empresário se suicida

Funcionário que chegou para trabalhar encontrou o empresário Luís Antônio Scussolino, de 66 anos, sem vida. O caso ocorreu cerca das 7h da manhã. A Polícia Civil registrou o caso como suicídio. O corpo da vítima foi encontrado com uma corda no pescoço. Foi constatado pela perícia técnica que a causa da morte foi quebra do pescoço.

A empresa declarou que estava enfrentando dificuldades por queda das vendas, mas mesmo assim optou por manter o emprego de 870 funcionários. A empresa ainda afirmou que foi apresentada uma proposta ao sindicato, tentando evitar as demissões: redução da jornada de trabalho e de 20% nos salários, mas ela foi rejeitada pela maioria dos empregados.

O corpo do empresário foi sepultado às 10h30 desta quarta-feira (22) no Cemitério Parque das Palmeiras, em Rio Claro.

 

A queda na economia

Depois de mais de 20 anos, a cidade voltou a registrar uma demissão em massa. Na última segunda-feira (13), a Luizzi Estofados demitiu 223 trabalhadores. A última vez que uma demissões desse porte ocorreram foram em 1995.  Hoje a situação é mais complicada diante da crise econômica do país.

Como explica o secretário de Economia e Finanças, Japir Pimentel Porto, esse tipo de situação afeta toda a economia da cidade. “A pessoa que não tem o rendimento deixa de consumir na cidade aquilo que ela consumia normalmente. Com isso, a prefeitura deixa de arrecadar porque todo consumo gera uma arrecadação em termos de taxas e impostos”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *